Tipo de pele

Conheça o seu tipo de pele. Uma boa forma de o fazer é pensar como a sua pele se sente depois de lavada e seca. Se ficar oleosa em algumas áreas, em poucos minutos, então tenderá mais para pele oleosa. A esticar nas bochechas e brilhante no queixo? Pele mista. Além disso, se a sua pele fica vermelha com frequência, irritada pelo calor, ou pelo frio, poderá ter uma pelo sensível. O ideal é que escolha produtos para o seu tipo de pele, ajudando a prevenir os problemas, em vez de os esconder.

 

Anatomia da pele

Embora não pensemos na pele como um órgão, ela é, na verdade, o maior órgão do corpo humano. Pesa cerca de 3,6 kg e ocupa uma área equivalente a 2 m2. A pele é composta por um sistema complexo de camadas de células, nervos e glândulas que não só nos protegem como nos colocam em contacto com o mundo exterior.

 

A pele está dividida em três grandes camadas: a epiderme, a derme e o tecido subcutâneo.

 

estrutura-e-anatomia-da-pele

 

Epiderme

Composta por diversos estratos sobrepostos de células cutâneas, é a camada exterior da pele. A parte mais externa – o estrato córneo – contém células secas e achatadas ricas em queratina, uma proteína presente também nos cabelos e nas unhas, por exemplo, que ajuda a superfície da pele a manter-se impermeável. Na parte mais profunda da epiderme é onde se produzem as novas células de pele, havendo uma constante renovação das mesmas.

 

Derme

A derme é uma camada forte, espessa e flexível da pele situada debaixo da epiderme e composta por colagénio e elastina, tecidos conjuntivos. Neste estrato encontra-se uma intrincada rede de vasos sanguíneos que têm como função regular a temperatura corporal. Existem aqui também fibras nervosas tal como recetores que detetam a pressão e temperatura cutâneas. É também na derme que se localizam os folículos pilosos (responsáveis pelo pelo e cabelo) e as glândulas sudoríparas (responsáveis pelo suor).

 

Folículos pilosos

A pele é composta por milhões de minúsculas cavidades chamadas folículos. Essas covas têm origem na derme e são responsáveis pelo crescimento da camada de pelo e cabelo que cobre o corpo humano.

estrutura-da-pele-barral

Estrutura da pele

Glândula sebácea

É através dos folículos que chega à superfície da pele uma substância oleosa com o propósito de proteger e impermeabilizar a pele: o sebo, produzido pelas glândulas sebáceas, ligadas a cada um dos folículos.

Glândula sudorípara

Cada 6,5 cm2 de pele contêm cerca de 650 glândulas sudoríparas. Estes minúsculos canais exalam gotas de transpiração que arrefecem o corpo à medida que evaporam. É também através do suor que o corpo expele certos resíduos do sangue.

Arrector Pili

São pequenos músculos ligados à base dos folículos pilosos responsáveis pela ereção do pelo e arrepios quando o corpo apanha frio.

Terminações nervosas

As terminações nervosas são responsáveis pela transmissão de mensagens entre a pele e o cérebro, encontrando-se na derme em duas formas: recetores tácteis (captam toques leves) e recetores de pressão (captam pressões e vibrações).

Vasos capilares

São minúsculos vasos sanguíneos que existem em toda a derme e ajudam a regular a temperatura corporal. Quando o corpo está quente, os vasos capilares alargam para aumentar o fluxo sanguíneo e ajudar a transferência do calor para fora da pele. Quando o corpo está frio, eles estreitam, fazendo decrescer o fluxo de sangue e impedindo a fuga de calor.

Tecido subcutâneo

Situado debaixo da derme, o tecido subcutâneo é uma malha de gordura que atua como reserva de combustível e também como isolante e amortecedor da pele.

cuidados-a-ter-com-a-pele-no-verao

Cuidados com o Sol

Na época estival é fundamental uma hidratação diária e regular. O sol, a água salgada, o cloro das piscinas e até mesmo o ar quente tornam a média de banhos superior à do inverno, até porque transpiramos mais nesta época e, consequentemente, tornamos a pele mais suscetível à desidratação.

 

Só a hidratação numa base diária permite evitar um envelhecimento precoce, pele repuxada, a descamar ou mesmo lesões mais graves. O uso de protetores solares ajudam não só a prevenir a vermelhidão como a reduzir a secura e híper reatividade cutânea, deixando a pele hidratada e macia.

Hidratação da pele

Os hábitos diários de higiene, comuns na atualidade, tornam a pele mais seca, evidenciando-se uma maior necessidade de hidratação. No tempo mais frio, a pele tende a tornar-se mais seca e descamativa podendo provocar eczemas que costumam provocar secura, comichão, vermelhidão e inflamação, nas zonas mais frequentemente expostas ao frio e ao vento como é o caso das mãos e do rosto.

 

Ao espessar, a pele fica de tal forma seca que pode gretar e abrir fissuras, gerando um processo muito incómodo e até doloroso. As zonas mais afetadas são os cotovelos, os joelhos e os calcanhares.


Artigos relacionados




Veja também…

Pele do bebé

saber-mais-sobre-pele-do-bebe

A pele do bebé é mais sensível, quando comparada com a dos adultos, distinguindo-se pela extrema fragilidade da sua camada córnea.

 

Saber mais

Pele da grávida

saber-mais-sobre-pele-da-gravida

As alterações decorrentes da gravidez provocam grandes mudanças no corpo da mulher.

 

Saber mais

Pele dos pés

saber-mais-sobre-a-pele-dos-pes

Os pés são das zonas mais secas do corpo, pelo que requerem um tratamento especial de hidratação.

 

Saber mais

DISCLAIMER

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos.

Clique aqui para mais informações.